Seu bebê ao nascer!

O seu pequeno milagre provavelmente vai parecer estar meio "encolhido", com as pernas e braços ainda não totalmente esticados. Isso é normal e ele acaba se soltando aos poucos, à medida que se acostumar a estar fora da barriga.

 

Não se preocupe caso as pernas dele pareçam arqueadas, porque elas se estenderão ao longo de um processo de alongamento que deve durar até os 5 ou 6 meses. Vale lembrar que bebês que estavam na posição sentada, dentro do útero, muitas vezes ficam com as pernas para cima. Não se assuste, é normal!


Recém-nascidos estão se ajustando a um mundo novo, muito diferente do conforto e proteção do útero materno, por isso muitos bebês gostam de ser embrulhados , ou seja, ficar envoltos de forma um pouco mais firme por um cueiro ou manta, como no "charutinho" de antigamente.

 


Ele só tem olhos para a mamãe.
A visão do bebê ainda é bastante imprecisa. O rosto da mãe é a coisa mais interessante do mundo. Em seguida vêm os objetos de cores contrastantes, por isso é um bom momento para apresentar brinquedos em branco e preto e móbiles. 



O alcance da visão aqui é de apenas cerca de 30 centímetros. Em outras palavras, o bebê consegue ver claramente o rosto de alguém que o segura, mas não muito além disso. Pesquisas mostram que os bebês preferem a face humana a qualquer outro desenho ou cor. Então, fique bem pertinho e fale com ele para que seu filho possa estudar todos os detalhes do seu rosto. Não estranhe se ele ficar "vesgo" de vez em quando. O estrabismo nesta fase só preocupa se for constante, não ocasional. 


Será que o desenvolvimento do meu filho é normal?
Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge os marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências das etapas que seu filho tem potencial para alcançar - se não agora, em pouco tempo.

Caso seu filho tenha nascido prematuro, você provavelmente vai notar que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Por esse motivo, os pediatras costumam dar aos prematuros duas idades: a cronológica (guiada pelo aniversário) e a corrigida (calculada como se ele tivesse nascido no dia em que a gestação completaria 40 semanas). Você deve comparar seu bebê com a idade corrigida, e não com a cronológica. E não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento do prematuro contando a partir da data que era prevista para o nascimento, e acompanha todo seu progresso levando isso em conta.



Postar um comentário